18 maio, 2011

não sei se havia necessidade (20)




















Vermeer, J. - girl with a pearl earring (c.1665)       Silvers, Robert - girl with pearl earring (2008) fotografia

15 comentários:

João Menéres disse...

Como me parece uma reprodução fotográfica trabalhada no photoshop :
NÃO !


Um beijo.

ariel disse...

É uma hipótese de trabalho não negligenciável.....
:)))

Beijinho

Rogério Pereira disse...

Nem sempre uma necessidade
tem de, necessáriamente, se explicada. São coisas dos parasitócriativos compulsivos, mais conhecidos por habilidosos famosos...

(gostava que opinasse, sobre o sentido de um poema)

Blondewithaphd disse...

They call it Art...

jrd disse...

Não havia, mas não creio que o Vermeer se zangasse se soubesse.
:)

lino disse...

Para mim não havia.

intimidades disse...

nenhuma

Bjinhos
Paula

Justine disse...

Ai este não, definitivamente! O "meu" Vermeer não é para imitar...

João Menéres disse...

Uma perguntinha :
Alguém ampliou a imagem do Robert Silvers ?
Não têm nada, mesmo nada a dizer ?

Ninguém muda de opinião ?...

mdsol disse...

João Menéres

É possível que não ampliem. Volta e meia recomendo que ampliem as imagens para "aproveitarem" melhor os quadros, mas as pessoas passam, quase todas, com alguma pressa. Mas diz tu, mesmo sem ser como resposta.

:)))

Mónica disse...

é um puzzle teria mto gosto em fazê-lo :DDD

João Menéres disse...

MARIA

Só agora pude cá chegar.
A MÓNICA já deu meia pista.
De facto, não sendo uma invenção, é um trabalho notável, pois todo ele é feito de retratinhos de diversas pessoas.

Então, NÃO HAVIA NECESSIDADE ?
- Claro que havia !

Gostava era de saber as dimensões desta fotografia do Silvers...


Um beijo.

João Menéres disse...

Resposta : 63 1/2 x 48 ".

Mónica disse...

João Meneres: coisa para 1000 peças, é uma nova modalidade de puzzles, feito de pequenas fotografias, às tantas andamos à procura de detalhes e esquecemos a imagem principal, dá q pensar

João Menéres disse...

MÓNICA

O trabalho de Robert Silvers não é um puzzle.
É concretamente um mosaico.
E não serve de passatempo caseiro...
Não é para construir e desmontar para daqui a semanas ou meses voltarmos a ele.
Aceito que não aprecies.
Pela minha parte, quando o ampliei ( coisa que não fizera por altura do meu primeiri comentário ) e me apercebi da técnica mudei totalmente de opinião.

Um beijo e bom Domingo, Mónica.