23 março, 2011

des apontamento






Muhs, Jeff
descent of spring






Era o que me faltava: a primavera resolver acompanhar a descida do resto. Não há queda que resista a tanta decadência. Os derrubes sucedem-se desapontados e as ruínas erguem-se entre o derramamento das tácticas mais egoístas. As reservas delapidam-se e vamos todos por aí abaixo... A descida é trambolhão e desastre.

10 comentários:

Blondewithaphd disse...

O toque literário que descreve decadência.
Adorei o texto!

Maria disse...

Por aqui está um sol radioso!!!
:))

Beijo, Mdsol.

mfc disse...

Gosto da combinação destes tons suaves!
A queda?! Absolutamente necessária, porque merecida!

Justine disse...

NÃO! A Primavera não vai fazer uma coisa dessas!! Mesmo que pareça que vai...

anamar disse...

Apontados, desapontados, em ruína estamos nós todos.
Tristes muito tristes.
:((

lino disse...

Houve um que dizia "é a vida"! E foi! :((

Rogério Pereira disse...

A Primavera não é igual para toda a gente. Nem todos irão por aí abaixo...

(Hoje não me visite. A minha casa está um nojo.)

jrd disse...

De metáfora em metáfora se constroi um excelente e oportuno poste.

Quanto ao seu comentário "cá em baixo", compreendo-o, mas reeitero que a mdSol não faz parte da clique, nem de perto.
Um abraço
jrd

Daniel Santos disse...

muito bom.

Carminda Pinho disse...

Ó vida! Eu sabia que isto não ia dar certo...:(

Para ti, um :)