15 janeiro, 2010

o "marquetingue" da clínica e o "marquetingue" da senhora da pastelaria







White, Dav.
stunning surprise
(2009)




Por motivos que agora não vêm ao caso, fui fazer análises a uma clínica diferente da usual. Naturalmente fui em jejum. Eis senão quando, e para meu espanto, com o recibo do pagamento feito e do talão para levantar os resultados mais tarde, recebo uma senha para tomar o pequeno almoço numa pastelaria ali muito perto. Ora bem!
E eu lá fui, até porque era prático. Mas tive de tomar o que a senhora que me atendeu sugeriu, de entre a lista que me apresentou. Mesmo argumentando que pagava o excesso se fosse preciso, ela foi peremptória: não faça isso, senão tenho de lhe levar o preço de balcão. Vai desaproveitar a senha?
E eu aceitei o "galon" e a torrada.

:))))

9 comentários:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Não me diga que as promoções já chegaram aos laboratórios de análises clínicas!!!!!

jrd disse...

Que pena as análises não se poderem fazer ao fim da tarde. Podia ser que dessem direito a jantar.

jrd disse...

Que pena as análises não se poderem fazer ao fim da tarde. Podia ser que dessem direito a jantar.

lino disse...

Ainda benhe que aprobeitaste o talonhe, carago! :))

intimidades disse...

ha que aproveitar as opurtunidades que a vida nos da

jokas
Paula

Fernando Vasconcelos disse...

História sem dúvida muito engraçada.

susana disse...

Vá lá. Um galón e uma torrada cai sempre bem! :)

mena m. disse...

A cavalo dado não se olha o dente...

Ele há cada uma!
Beijinhos e bom fim-de-semana Solinho, que o teu homónimo bem que aqui faz falta!

bettips disse...

"Atenção ao Marketing" já lá dizia o nosso amigo e há décadas. Por agora, todos se refinam no "amanhar"...
O "galon" é cá do norte, pois...