28 janeiro, 2010

cantigo








Thorpe, M.
someone to love










CANTIGA

É pelo teu rosto em que as marés passam,
pelos teus lábios em que voam gaivotas,
pelos teus dedos em que a luz perpassa,
pelos teus olhos que me traçam as rotas,

que este barco encontra o caminho
que este dia descobre que não é tarde,
que as palavras se bebem como vinho,
e o fogo não queima quando arde.
...

Nuno Júdice, a matéria do poema, dom quixote, 96


Lisa Ekdahl - att älska är större

4 comentários:

T.Mike (Miguel Gomes Coelho) disse...

Líndíssimo ! :º)

intimidades disse...

lindo

adorei a imagem

Beijos

Paula

lino disse...

Lindo poema e linda música, daquela que eu costumo ouvir sozinho de portas fechadas.

anamar disse...

Tudo é bonito aqui...
Estou de passagem... vim blogar a um cyberespaço.... estou sem PC...
Outra forma de estar na vida enquanto ele não chega.
Estás bem querida mdsol?
Beijinho