28 fevereiro, 2011

manhã de segunda, mas uma boa semana (67)






Valtat, Louis
vase fleurs





...tarde como tudo, mas os votos de uma boa semana são temporãos, como sempre. :)))

Carlos do Carmo, Lisboa menina e moça

No Castelo ponho um cotovelo
Em Alfama descanso o olhar
E assim desfaço o novelo
De azul e mar

À Ribeira encosto a cabeça
Almofada da cama do Tejo
Com lençóis bordados à pressa
Na cambraia de um beijo

Lisboa menina e moça, menina
Da luz que os meus olhos vêem, tão pura
Teus seios são as colinas, varina
Pregão que me traz à porta, ternura

Cidade a ponto luz bordada
Toalha à beira mar estendida
Lisboa menina e moça, amada
Cidade mulher da minha vida

No Terreiro eu passo por ti
Mas na Graça, eu vejo-te nua
Quando um pombo te olha sorri
És mulher da rua

E no bairro mais alto do sonho
Ponho o fado que soube inventar
Aguardente de vida e medronho
Que me faz cantar

Lisboa menina e moça, menina
Da luz que os meus olhos vêem, tão pura
Teus seios são as colinas, varina
Pregão que me traz à porta, ternura

Cidade a ponto luz bordada
Toalha à beira mar estendida
Lisboa menina e moça, amada
Cidade mulher da minha vida

Lisboa do meu amor, deitada
Cidade por minhas mãos despida
Lisboa menina e moça, amada
Cidade mulher da minha vida

27 fevereiro, 2011

há domingos assim (31)





Abdallah, Jellal Ben*
complicité
(1970)



Um bom dia do senhor :)))


Wim Mertens, the fosse [toca a ouvir]
 * da Tunísia

26 fevereiro, 2011

impera a música







Mira, Victor
Beethoven
(1992)











Glenn Gould - Beethoven's "Emperor" Concerto 1/4
Glenn Gould - Beethoven's "Emperor" Concerto 2/4
Glenn Gould - Beethoven's "Emperor" Concerto 3/4
Glenn Gould - Beethoven's "Emperor" Concerto 4/4

Não é a interpretação de que mais gosto, mas foi a que arranjei toda juntinha. Não me perguntem porquê, mas gosto muito deste concerto.

sábado de manhã (149)





Ingres, Jean-Auguste-Dominique
a sleeping odalisque
(1830s)

24 fevereiro, 2011

vermelho vivo







Tusinski, Karen
poppies








As papoilas lá venceram o complexo alemão e passaram aos oitavos-de-final da liga Europa. Parabéns saltitantes:)))

verde escuro








Pasmore, Victor
green darkness
(1986)






Melhores dias virão, meus caros verdinhos.

23 fevereiro, 2011

cadeiras prendadas (6)






Hongtao, Tu
chair
(2008)






Já 'stou velha, mais que gasta,
P'la criatura em mim sentada
Co'a doudice não se afasta
E eu não fico alibiada.

22 fevereiro, 2011

porque hoje é terça


Léo Ferré, je t'aime tant

Mon sombre amour d'orange amère
Ma chanson d'écluse et de vent
Mon quartier d'ombre où vient rêvant
Mourir la mer

Mon beau mois d'août dont le ciel pleut
Des étoiles sur les monts calmes
Ma songerie aux murs de palme
Où l'air est bleu

Mes bras d'or mes faibles merveilles
Renaissent ma soif et ma faim
Collier collier des soirs sans fin
Où le coeur veille

Est-ce qu'on sait ce qui se passe ?
C'est peut-être bien ce tantôt
Que l'on jettera le manteau
Dessus ma face

Coupez ma gorge et les pivoines
Vite apportez mon vin mon sang
Pour lui plaire comme en passant
Font les avoines

Il me reste si peu de temps
Pour aller au bout de moi-même
Et pour crier Dieu que je t'aime
Je t'aime tant, je t'aime tant

21 fevereiro, 2011

manhã de segunda, mas uma boa semana (66)







Beck, Mark
splendid isolation





Que isto se se diz, longe da vista longe do coração, também se diz que mas mais vale só do que mal acompanhado.
Uns dias bons para todos.:)))

René Aubry, ne m'oublie pas [é para ouvir, tá]

19 fevereiro, 2011

17 fevereiro, 2011

pausa







Waldach, B.
pause
(2008)














Madahar, N.
cosmoses mixed X (positive)
(2007)






Por manifesta falta de... As senhoras de sábado de manhã, completamente emancipadas e cheiinhas de autonomia, cá estarão! Até já! :)))

15 fevereiro, 2011

porque hoje é terça

Djavan, meu bem querer (1980)

Meu bem querer
É segredo, é sagrado
Está sacramentado
Em meu coração
Meu bem querer
Tem um quê de pecado
Acariciado pela emoção
Meu bem querer
Meu encanto, estou sofrendo tanto
Amor, e o que é o sofrer
Para mim que estou
Jurado pra morrer de amor
Meu bem querer
É segredo, é sagrado
Está sacramentado
Em meu coração
Meu bem querer
Tem um quê de pecado
Acariciado pela emoção
Meu bem querer
Meu encanto, estou sofrendo tanto
Amor, e o que é o sofrer
Para mim que estou
Jurado pra morrer de amor

Adenda: Escapa-me porque é que o vídeo se escapou. Chega-se lá por aqui

http://www.youtube.com/watch?v=7eaUR16nrD8.

As minhas desculpas. :))))

14 fevereiro, 2011

manhã de segunda, mas uma boa semana (65)



A pedido da autora retirei a obra rain rhapsody II


Boa semana, :)))



Supertramp, it's raining again

13 fevereiro, 2011

há domingos assim (30)







Weaser, Audra
liquid heaven
(2010)






Líquido, líquido é estarmos na terra.
Líquido, líquido cai hoje, abundantemente, do céu.
Líquido, líquido é que desejo um bom dia do senhor. :))


Brad Mehldau, when it rains

12 fevereiro, 2011

sons do tempo

sábado de manhã (147)





Picot, François Edouard
odalisque
(1829)



Ainda a descansar, a ver se recupera das vigílias e das manifestações na praça Tahrir e ruas do Cairo. Viva! :)))

10 fevereiro, 2011

preto no branco







Steinberg, Saul
Egypt
(1967)






Mubarak ostenta um cabelo preto retinto, o que me sugere que o tinge. Naquela idade, tanto breu exterior só por influência directa de Hórus ou do papá Osíris. O  breu interior fica por conta do próprio, claro! Quanto ao que disse na comunicação aos egípcios, deve julgar que são todos loiros platinados: então, depois de 30 anos em que trabalhou arduamente para que as coisas chegassem ao ponto a que chegaram, vai ele mesmo liderar a mudança? Haja Ísis.

beijo (2)






Picasso, Pablo
the kiss
(1969)







Indochine, le baiser

Qui pourrait m’aider
Qui pourrait sauver mon âme
Je m’en fous, je voudrais te donner un baiser
Je veux te donner
Je veux te donner un baiser
Laisse-moi passer effleurer mes doigts sur toi
Come to me
On va s’embrasser et nos lèvres
Vont se purifier
Tu me donnes un baiser et nos langues
Vont juste s’emmêler
Et ta peau se mouilla, elle aura comme un goût,
Un goût de lait
Je te respire
Sur ton sourire
Le baiser que tu m’as donné pour t’aimer
Je t’aime comme un fou...
Come to me
Come to me
Come to me

Seuls tous les deux, on restera attachés
Comme un adieu
J’envie de te caresser, j’ai envie de ton baiser
Nos lèvres vont se mouiller et nos cheveux vont s’emmêler
Ton sourire effrayé. Oh ! Oh ! Corrige-moi mes fautes
Embrasse-moi
Come to me
Le baiser pour rester rien que nous deux
Pour s’aimer et s’embrasser
Come to me
Come to me
Come to me

09 fevereiro, 2011

não sei se havia necessidade (15)



Leonardo da Vinci
a última ceia
(1495-98)





Guru, Ella
the last supper
(2009)

08 fevereiro, 2011

porque hoje é terça


 Céu, grains de beauté

Mesmo de cara lavada
Diz que sou sua pintada
eu já lhe disse, meu amor,
isso são Grains de Beauté
Que aqui estão
pra ajudar você a encontrar
o caminho de casa.

Mesmo de cara lavada
Diz que sou sua pintada
eu já lhe disse, meu amor,
isso são Grains de Beauté
Que aqui estão
pra ajudar você a encontrar
o caminho de casa.

(E até 3 vou contar
e os olhos vão se abrir
e ele vai pastar aqui)

Mesmo de cara lavada
diz que sou sua pintada
e feito velho jogo de ligar os pontos
você vai achar, vai me encontrar aqui

Composição: Céu e Beto Villares

07 fevereiro, 2011

manhã de segunda, mas uma boa semana (64)







Freilicher, Jane
untitled abstraction
(c.1961)






Votos muito concretos de bons dias para quem passa. [E animem-se com a música da Céu] :)))


Céu, bubuia

Já que não estamos aqui só a passeio
Já que a vida enfim, não é recreio
Eu vou na bubuia, eu vou
Flutuo, navegando, sem tirar os pés do chão
365 dias na missão
Na bubuia, eu vou 
Subo o rio no contrafluxo
À margem da loucura
Na fé que a vida após a morte,continua
Eu vou na bubuia, eu vou
Entoo uma toada em dia de noite escura,
Na sequencia, na cadencia, na fissura,
Eu vou na bubuia
Eu vou suave bebendo agua na cuia
Olho aberto, papo reto o peito como bússula
Nenhum receio do lado negro da lua
Que me guia, na bubuia
Eu vou, na bubuia, eu vou..
O destino é um mar onde vou me desfazer
Contente a deslizar na correnteza do viver
Na bubuia eu vou..
Eu vou na bubuia eu vou..

06 fevereiro, 2011

perplexidade na bagagem







Birmelin, Robert A. 
intellectual baggage
(2001)






O pretexto para este apontamento é o que se está a passar no Egipto (e Tunisia), mas podia ser outra coisa completamente diferente. Um assunto sai do nada do quotidiano e, de repente, há imensa gente a falar sobre esse assunto, como se nunca tivesse falado de outra coisa na vida. Fico sempre muito perplexa. É certo que muitos dos especializados são repetidos de assunto para tema, o que me deixa ainda mais perplexa. Também é certo que, na maioria dos casos, são bem pagos pelo que dizem. Chegada a este ponto, na maior parte dos casos, apago.

há domingos assim (29)







Kim, Cheonae
Egypt 2
(sem data)







Um bom dia do senhor, numa qualquer praça da libertação. :))))

Oum Kalsoum, (hayart albi)

05 fevereiro, 2011

03 fevereiro, 2011

3 de fevereiro de 1963






Valtat, Louis
les tulipes perroquet
(c.1912-1914)











Era um domingo de Fevereiro 
e nevava, nevava, nevava
e no ar pairava um claro mistério além da neve
e a neve do céu deixou um anjo em nossa casa.
PARABÉNS! 

Parabéns menina linda!

[O ano passado foi assim.]

02 fevereiro, 2011

fcp 0 slb 2








Tusinski, Karen
poppies in stripe vase on antique table







Não fiquei surpreendida com a vitória das papoilas. Parabéns saltitantes!

[E não é que desde que foram eliminadas da Champions ficaram sem controle nenhum, nenhum...]

dia dois de fevereiro







Foss, Cornelia
February 2nd
(2009)










Dorival Caymmi, dois de fevereiro

Dia dois de fevereiro
Dia de festa no mar
Eu quero ser o primeiro
A saudar Iemanjá
Dia dois de fevereiro
Dia de festa no mar
Eu quero ser o primeiro
A saudar Iemanjá
Escrevi um bilhete a ela Pedindo pra ela me ajudar
Ela então me respondeu
Que eu tivesse paciência de esperar
O presente que eu mandei pra ela
De cravos e rosas vingou
Chegou, chegou, chegou
Afinal que o dia dela chegou
Chegou, chegou, chegou
Afinal que o dia dela chegou

01 fevereiro, 2011

porque hoje é terça







Tousignant, Daniel
two trees












Sílvio Rodrigues, te amaré

Te amaré, te amaré como al mundo
Te amaré aunque tenga final
Te amaré, te amaré en lo profundo
Te amaré como tengo que amar.

Te amaré, te amaré como pueda
Te amaré aunque no sea la paz
Te amaré, te amaré lo que queda
Te amaré cuando acabe de amar

Te amaré, te amaré si estoy muerto
Te amaré al día siguiente además
Te amaré, Te amaré como siento
Te amaré con adiós, con jamás.

Te amaré, Te amaré junto al viento
Te amaré como único ser
Te amaré hasta el fin de los tiempos
Te amaré y después te amaré.