12 junho, 2011

há domingos assim (43)








Frankenthaler, Helen
sun mountain
(1968)










Zeca Afonso, canto moço

Somos filhos da madrugada
Pelas praias do mar nos vamos
A procura de quem nos traga
Verde oliva de flor no ramo
Navegamos de vaga em vaga
Năo soubemos de dor nem mágoa
Pelas praias do mar nos vamos
A procura de manhă clara

Lá do cimo de uma montanha
Acendemos uma fogueira
Para năo se apagar a chama
Que dá vida na noite inteira
Mensageira pomba chamada
Mensageira da madrugada
Quando a noite vier que venha
Lá do cimo de uma montanha


Onde o vento cortou amarras
Largaremos p'la noite fora
Onde há sempre uma boa estrela
Noite e dia ao romper da aurora
Vira a proa minha galera
Que a vitória já năo espera
Fresca, brisa, moira encantada
Vira a proa da minha barca.

4 comentários:

Maria disse...

Pois há. Mas com o Zeca ficam sempre melhores...
:)))

Beijo, de volta!

Justine disse...

Continuamos à procura dessa manhã clara!
Beijinhos, tb aos visitantes:))))

Justine disse...

Continuamos à procura dessa manhã clara!
Beijinhos, tb aos visitantes:))))

heretico disse...

Zeca a desfazer o nevoeiro das manhãs pardas...

excelente.

beijos